Publicidade:

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Estupidamente Gelada? Não!



Qual consumidor de cerveja não se deslumbra ao ver a famosa "véu de noiva"? Penso que todos, até aqueles que sabem que esta não é uma boa temperatura para todas as cervejas. Os apelidos são muitos: "canela de pedreiro", "mofada", "nuvem engarrafada", "licorosa" e por aí vão dezenas títulos às "Estupidamente geladas"!

Ao começar pelo significado  da palavra "gelada", já é possível identificar que o famoso marketing das cervejas de massa está equivocado pois algo gelado está coberto de gelo ou demasiadamente frio, imaginemos se estiver estupidamente gelada? Nunca vi alguém feliz ao ver uma cerveja congelada. 


O crítico de gastronomia Josimar Melo, no livro "A Cerveja", dispõe:

Há uma frase que tenta concentrar o conhecimento dos brasileiros sobre sua bebida alcoólica mais consumida. Ela pede por uma cerveja 'estupidamente gelada'. Idéia de grande impacto --mas que, ela também, beira a estupidez.

Por quê? Porque poucas bebidas podem ser verdadeiramente apreciadas se geladas demais. Uma vodca, por ser muito mais alcoólica, não congela mesmo se colocada no congelador e pode se beneficiar com a baixa temperatura: ganha densidade, viscosidade, contribuindo pelo tato para compensar o que lhe falta em paladar.


Em climas tropicais quentes e secos, a cerveja é uma boa forma de se refrescar, assim como bebidas "quentes" podem dar uma sensação de aquecimento em dias frios. Entretanto, o fenômeno ocorrente na típica bebida russa (vodca) não ocorre com as cervejas. A temperatura excessivamente baixa pode mascarar sabores ruins e é atenuante do aroma. Também faz com que a percepção de sabores seja reduzida devido ao retraimento dos órgãos sensitivos contidos na língua. Até mesmo quando se for pedir uma "pilsen" brasileira, que é bom tomada em baixas temperaturas, pode-se errar ao pedir a mais gelada se estiver gelada demais.


O cervejólogo  britânico Michael Jackson, estabelece 4 níveis de temperatura para servir uma cerveja e  aproveitar melhor o aroma e seu sabor:

1. Muito gelada (de 0º a 4° C): Cervejas no estilo Pale Lager, cervejas sem álcool e quaisquer cervejas que tenham como objetivo apenas refrescar, e não de serem degustadas.
* As cervejas chamadas pilsen no Brasil, se enquandram na categoria de 0º a 4º C.
2. Bem gelada (de 5º a 7° C): Nessa escala já encontramos cervejas aptas à atividade degustativa. É ideal para brejas do estilo Pilsner ou Weizen (trigo), dentre outras. Nessas temperaturas, as pedidas são as Baden Baden Cristal, Weiss, Golden e Bock.

3. Gelada (de 8º a 12° C): Ideal para cervejas nos estilos Lager (escuras), Pale Ale, Amber Ale, Weiss (escuras), Porter, Helles, Vienna, Tripel e outros. Nessas temperaturas, experimente as Baden Baden Red Ale, Stout, Celebration Inverno e Tripel, sem medo de ser feliz.

4. Temperatura de adega (de 13º a 15° C): Somente para as brejas nos estilos Ale Quadrupel, Strong Ale (escuras), Stout e a maioria das cervejas especiais belgas.

Outro mito famoso é o de que a cerveja é consumida quente no continente europeu. Tal mito advém principalmente da Inglaterra e Alemanha onde é servida em muitos pubs em temperatura ambiente em determinadas épocas do ano, entre 10º e 14º. Seria isto quente? Quando a temperatura supera estes níveis as cervejas são colocadas em adegas com refrigeração ambiente. Tal fato além de elucidar o mito não implica que a sagrada bebida é degustada somente em temperaturas mais elevadas, pois facilmente se encontra cervejas bem frias por lá.


Por outro lado e por fim, indo de encontro ao errado pensamento fomentado no Brasil de que só existe um tipo de cerveja, tão variados são seus tipos como a forma, acompanhamento e temperaturas de consumo. Cuidado ao pedir a mais gelada, ainda mais se for uma cerveja especial. E o mais importante é saber que sempre existirá um boa cerveja para qualquer ocasião e ambiente!




*Nota do Autor

8 comentários:

  1. Ótimo blog! Parabéns descobri agora!

    ResponderExcluir
  2. Cara vc acabou de me abrir um leque de oportunidades para degustação de cervejas, sempre fui fascinado por por isso, como um bom apreciador de cerveja e um degustador em fase de ascensão estou experimentado todos os tipos de cervejas do mundo, dentro das possibilidades pois moro em uma cidade do interior de São Paulo e as possibilidades são meio escassas, acabei de experimentar a Bear Beer long strong hoje e sei que de agora em diante a "degustação" de breja acabou de entrar entrar em outro patamar
    obrigado pelas informações
    Herik

    ResponderExcluir
  3. Cara vc acabou de me abrir um leque de oportunidades para degustação de cervejas, sempre fui fascinado por por isso, como um bom apreciador de cerveja e um degustador em fase de ascensão estou experimentado todos os tipos de cervejas do mundo, dentro das possibilidades pois moro em uma cidade do interior de São Paulo e as possibilidades são meio escassas, acabei de experimentar a Bear Beer long strong hoje e sei que de agora em diante a "degustação" de breja acabou de entrar entrar em outro patamar
    obrigado pelas informações
    Herik

    ResponderExcluir
  4. Seja bem vindo a este maravilhoso universo, Herik!

    ResponderExcluir
  5. como eu consigo fazer com que as cerveja do meu bar fiquem com o véu de noiva ?

    ResponderExcluir
  6. Eu penso que o termo estupidamente gelada veio de alguem que conhece cerveja e que quando se deparou com essas porcarias geladíssimas, disse que ela estava ESTUPIDAMENTE gelada querendo dizer que, foi uma coisa estúpida ter gelado daquela forma.

    ResponderExcluir

Adicionar novo comentário: